Newsletter
Menu
Pesquisa
Edit.ES

Report DEN ´18
@ Porto

Notícia

Report DEN - Digital Education Network ´18 @ Porto

Decorreu, nas instalações da EDIT. Porto, mais uma edição da DEN – Digital Education Network, o Think Tank promovido pela EDIT. – Digital Disruptive Education. Assim, no dia 17 de janeiro juntaram-se profissionais de diferentes empresas, agências digitais e marcas para partilhar conhecimento e experiências no âmbito das temáticas da educação, recrutamento e inovação no digital.

No conjunto destes participantes de referência na indústria digital, provenientes, por exemplo, da Sonae, Lavva, Armazém Criativo e GoWeb, encontramos igualmente antigos alunos da EDIT. que transmitiram ao longo do encontro a sua experiência na escola e o contributo para os seus percursos profissionais.

den-porto

Recrutamento

O evento foi introduzido por Ana Palma, Diretora Pedagógica da EDIT., que começou por questionar os presentes sobre quais as maiores dificuldades que sentem em recrutar e que plataformas usam para essa finalidade. Tiago Castro, Founder e Digital & Brand Strategist da agência Lavva, assumiu a dificuldade em contratar pessoas com mais experiência. Referiu a localização da agência – Aveiro – como um dos principais problemas, dado estarem um pouco distantes de uma grande cidade como o Porto, por exemplo. Relativamente aos canais como via de recrutamento, mencionou as redes sociais da agência, a Tronik – Agência de Recrutamento Digital da EDIT. e a plataforma Carga de trabalhos.

Perfis de candidatos

De seguida, Ana Palma questionou quais serão os perfis mais necessários, e parte integrante do futuro, pelo que em concordância geral, Gonçalo Rebeca referiu cargos em Web Intelligence, o de Data Analyst e também profissionais de E-Commerce. Neste contexto, o tutor afirmou que a “tecnologia está cada vez mais presente no nosso quotidiano” e, por isso, privilegia as pessoas que venham do “marketing pragmático” e que saibam “vender”, mas que tenham igualmente conhecimentos e práticas de IT e tecnologias como “motor”, sendo assim um perfil que combina uma parte “mais criativa com outra mais expansiva”.

Facto que Tiago Castro consolidou, ao referir que já encontrou perfis deste género, que “faziam um pouco de tudo”, e são por isso “extraordinários”. No entanto, referiu, existem negócios com determinados graus de especialidade que não pedem uma pessoa tão “generalista”, contudo, uma coisa não irá substituir a outra. “Ao nível que o digital se encontra agora cá, precisamos de especialistas”, concluiu. Sérgio Tavares, CEO da GoWeb, concordou com a importância da especialização hoje em dia, apesar de um perfil mais polivalente ser também bastante interessante.

Formação

A formação é importante, mas, na ótica de Tiago Castro, o ponto crucial é a experiência. Neste seguimento, o tutor da EDIT. Porto e Head of Digital da Berg Outdoor, Gonçalo Rebeca, salientou que escolas como a EDIT. têm conseguido mais terreno nos últimos anos, por oposição às universidades, não tanto pela parte prática, mas pela parte teórica ser dada e ser “atual”, aplicada “com fio condutor e com causa e efeito”. Rodrigo Pereira, Brand & Digital Account Manager da Lavva, salientou que os cursos desta tipologia são de facto importantes, mas é fundamental que as pessoas continuem a atualizar-se depois dos mesmos.

Dando continuidade a este pensamento, Dina Oliveira, Innovation Analyst na Sonae, afirmou ser essencial “ter perfil” para a área, pois não basta ter um curso de Marketing Digital para se ter emprego. O Project Manager & Digital Marketeer na Lighthouse e tutor da EDIT. Porto, Ricardo Matos, focou a aposta em tecnologia que se presencia atualmente, mesmo em localidades mais pequenas. Pelo que a formação como a lecionada pela EDIT. assume-se como importante de modo a potenciar o tecido empresarial.

Eventos de partilha de ideias

No final do encontro, foi ressalvada a relevância de eventos como a DEN, que promovam a partilha de ideias, conhecimentos e experiências, algo que lá fora, como por exemplo em São Francisco, acontece frequentemente e “permite um melhor crescimento a uma boa velocidade”, assumiu o Founder da Lavva. Inclusivamente, mencionou que “cada vez mais a concorrência é mundial e não local”, e que o maior problema das agências nacionais não é a falta de clientes, mas os recursos: é essencial saberem “ser mais eficientes e melhorar os processos”. Esta partilha poderia, assim, de algum modo colmatar este campo, ao que Sérgio Tavares opinou que as agências portuguesas poderiam juntar-se para concorrer a alguns projetos internacionais.

den-porto

E assim deu-se por terminada mais uma edição da Digital Education Network. Este formato de open talks permitiu deste modo uma partilha informal de experiências e opiniões, e promoveu ainda mais a aproximação da escola ao mercado e a atualização face a novos paradigmas do mundo digital. A próxima edição deste evento, em 2018, terá lugar na EDIT. Lisboa.

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA

TEMAS
RELACIONADOS

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA