Newsletter
Menu
Pesquisa

Angular.JS by Alexandre Marreiros

Notícia

Angular.JS by Alexandre Marreiros

“Angular is what HTML would have been, had it been designed for applications. HTML is a great declarative language for static documents. It does not contain much in the way of creating applications, and as a result building web applications is an exercise in what do I have to do to trick the browser into doing what I want?” – Google Development Claim

O Angular JS é uma plataforma de programação concebida para dar resposta aos desafios do dinamismo que o desenvolvimento web de hoje em dia exige.

O Angular JS toma como base de trabalho um conjunto de templates o que permite, de forma simples e estruturada, implementar ou definir comportamentos complexos.

A base de trabalho da tecnologia é a própria forma como os documentos HTML se encontram construídos, o que permite que os desenvolvimentos (quando seguindo os standards) possam ser efetuados numa lógica cross plataform e cross device.

Apesar de o Angular JS surgir como uma camada de abstração sobre as tecnologias Web tradicionais (HTML, JavaScript, CSS), a forma como está construído permite garantir que, para a sua utilização, o FrontEndDeveloper não tenha que efetuar grande disrupção em relação à forma de trabalhar habitual.

A integração desta tecnologia por parte dos browsers é efetuada através da introdução no HTML, de forma natural, de novas diretivas que permitem ter uma nova visão e interação sobre a árvore de Dom e seus elementos.

Por esse motivo, o Angular JS consegue dar resposta aos desafios do dia a dia do programador de forma simples, tais como:

• Manipulação e interpretação dos elementos DOM;
• Capacidade de Binding de dados diretamente no client side (exploração e apresentação de dados provenientes de bases de dados ou documentos);
• Recurso a técnicas de AJAX na apresentação de conteúdos;
• Programação baseada em sistemas de templates;
• Unit Testing ready;
• Baseada no padrão de desenho MVC (Model View Controller);

O HTML e as tecnologias Web, quando usadas de forma correta, permitem criar desenvolvimento transversais a várias plataformas/devices.

Ter uma linguagem de alto nível que complementa em pleno a componente estrutural e semântica do HTML permite que as soluções possam ser pensadas de forma mais responsiva, fluida e contruídas com menor complexidade. O que é uma boa forma de entrar pelo browser mobile e trazer soluções mais apelativas, quer em termos de experiência quer de funcionalidade, na web quando usada através do telemóvel.

A mais-valia deste upgrade de plataformas ao desenvolvimento web tradicional abre-nos também uma prepetiva cross device, nomeadamente em termos de suporte a aplicações. Dado que existe um conjunto de plataformas que permitem construir aplicações nativas que tomam por base aplicações Web, como é o caso do Cordova ou Phone Gap, o Angular JS classifica-se também como uma linguagem de programação muito interessante para o desenvolvimento de aplicações que possam correr de igual forma em diferentes sistemas operativos. Desta forma é possível reduzir o custo associado ao desenvolvimento e manutenção das aplicações, além de permitir experiências que detêm um sex appeal muito elevado.

Nesse sentido e tirando partido do racional apresentado, começa a existir muito desenvolvimento aplicacional efetuado, recorrendo à plataforma IONIC que tem como base de desenvolvimento o AngularJS.

Uma das questões mais críticas no mercado do desenvolvimento orientado ao Mobile e a Web é a qualidade do produto desenvolvido.

Dada a forma como se encontra construído, o Angular JS prevê a realização de testes unitários, quer isto dizer que os desenvolvimentos podem ser testados no mesmo momento temporal que se procede ao desenvolvimento e de forma automática.

Esta feature é fundamental num tempo em que os prazos são curtos, assim como a complexidade e importância das soluções é cada vez maior e impactante.

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA

Temas
relacionados

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA