Newsletter
Menu
Pesquisa
Edit.ES

Pedro Pinto
Tutor

entrevista

Pedro Pinto
Tutor

"O E-commerce é cada vez mais relevante na vida das pessoas e isso deveria ser suficiente para as empresas apostarem nesta área”.

Admite ser apaixonado pelo E-Commerce e afirma que o maior desafio de trabalhar na área é a sua "constante mutação e evolução”. Pedro Pinto é E-Commerce Business Director na Sonae MC e tutor da EDIT. Porto. Fica a conhecê-lo melhor, nesta entrevista.

O E-commerce é cada vez mais relevante na vida das pessoas e isso deveria ser suficiente para as empresas apostarem nesta área.

E.

Iniciaste o teu percurso académico na área da Economia. De que forma surgiu o interesse pelo Marketing, e como chegaste ao E-Commerce? Fala-nos um pouco sobre o teu percurso profissional.

P

O meu percurso académico começa efetivamente com a licenciatura em Economia na Faculdade de Economia do Porto. Um curso desafiante e que considero que me permitiu obter e desenvolver competências e conceitos muito relevantes para a minha vida profissional. Durante a licenciatura desde logo percebi o interesse que me despertavam as áreas de marketing e comportamento do consumidor.

Após conclusão da licenciatura ingressei na antiga Optimus. Estive na Optimus durante 9 anos onde tive a oportunidade de desempenhar várias funções nomeadamente na área de Marketing com a gestão de alguns produtos. Foi neste contexto que confirmei a minha paixão por esta área que me levou a reforçar o meu conhecimento por via de uma Pós-Gradução em Marketing.

Em 2012 o apelo do Digital foi demasiado forte e levou-me a abraçar um novo desafio na Sonae MC mais concretamente na área de E-commerce. Primeiro como Brand manager do Continente Online e desde 2013 com Business Director. Atualmente tenho sobre minha alçada as áreas responsáveis pela angariação e fidelização de clientes.

E.

O que é que mais te cativa na área do E-Commerce?  Quais os maiores desafios que encontras no teu dia a dia de trabalho?

P

Sou um apaixonado pela área de E-commerce. Considero que o E-commerce já é e será ainda mais relevante no futuro do retalho. O E-commerce permite satisfazer necessidades muito específicas dos clientes e ser um facilitador da vida quotidiana. Permite também uma capacidade de recolha e processamento de informação sem precedentes que, se utilizada de forma adequada, permite criar experiências verdadeiramente excecionais para os consumidores. O maior desafio é a constante mutação e evolução desta área que obriga a estar constantemente atento às novidades e adaptar estratégias.

E.

Na tua opinião, neste campo, quais serão as tendências num futuro próximo?

P

É difícil prever o futuro numa área tão dinâmica como o E-commerce. Diria que vamos assistir a uma proliferação de experiências omni-canal, integrando o mundo físico e digital, em que o desafio será assegurar a consistência da experiência do consumidor. Por outro lado, existe um conjunto de temas que continuarão a ganhar relevância –  Inteligência Artificial e Machine Learning, sistemas baseados na voz como o Google Home ou o Amazon Echo, ou simplesmente a continuação do crescimento do mobile.

E.

E porque devem as empresas apostar no E-Commerce, e em profissionais dedicados ao mesmo?

P

O E-commerce é cada vez mais relevante na vida das pessoas e isso deveria ser suficiente para as empresas apostarem nesta área.  O número de compradores online cresce ano após ano. Além disso, hoje em dia quase todas as experiências de consumo têm em algum momento um touch point digital. Seja para concretização da compra via E-commerce ou pelo menos para a recolha de informação. Uma marca que não tenha uma presença digital adequada está desde logo em desvantagem. Além disso, uma proposta de valor de E-commerce tem ainda muitos outros benefícios como por exemplo o acesso a novos mercados, aumentar a gama de artigos disponíveis para os consumidores sem as restrições de espaço físico, ou conseguir, em certos contextos, uma redução de custos.

E.

De que forma te manténs atualizado na área do Marketing Digital, e do E-Commerce em particular? Utilizas algumas plataformas/recursos?

P

Esta é uma área em que estar atualizado é desafiante. Novas iniciativas e novos contextos aparecem todos os dias, num momento são entregas com drones, depois é o blockchain, a seguir são as lojas sem checkouts como a Amazon Go. Felizmente vivemos num momento em que, muito graças ao digital, temos informação acessível como em nenhum outro momento da história. Procuro naturalmente estar atento usando plataformas agregadoras, como por exemplo o Flipboard ou simplesmente a publicações da minha rede no Linkedin.

E.

És tutor no curso intensivo E-Commerce Marketing Strategy & Growth na EDIT. Porto. Quais são as tuas expectativas? Como pretendes lecionar as tuas aulas?

P

As expetativas são as melhores! Como referi sou um apaixonado pela área de E-commerce e como tal é um tema sobre o qual tenho especial prazer em falar. Espero conseguir partilhar com os alunos alguns conceitos, mas sobretudo algumas das minhas experiências pessoais na área bem como outros exemplos de tendências e iniciativas em Portugal e no mundo. Será igualmente muito interessante e gratificante para mim aprender com os alunos e ouvir em primeira mão as suas próprias experiências. Espero que as minhas aulas sejam sobretudo espaços de partilha e discussão com espírito crítico e vontade de aprender.

E.

De acordo com a tua opinião, um profissional de Marketing Digital deve ser dotado de que características pessoais/profissionais?

P

Como pontos fundamentais diria a agilidade e capacidade de adaptação a um contexto em constante mudança.

Por outro lado, uma das grandes mais valias do marketing digital é a capacidade de geração de informação que este permite. É necessário, no entanto, ter competências para a interpretar e para a usar no apoio à tomada de decisão. Por outro lado, como em qualquer área de marketing, ter gosto por compreender comportamentos do consumidor é fundamental bem como ter uma postura Customer Centric, colocando o cliente em primeiro lugar.  Ao nível de marketing digital há algumas competências técnicas especificas e conceitos que também são importantes dominar. Conceitos como click through rate ou CPM por exemplo, bem como o funcionamento do Google Adwords ou da publicidade no Facebook são essenciais para trabalhar nesta área.

E.

Que passos aconselharias tomar a quem tem intenção de ingressar no mercado de trabalho, e de forma a vingar nesta área em permanente evolução?

P

Reforçar a formação será sem dúvida importante principalmente para desenvolver alguns conceitos mais específicos. Por outro lado, procurar estar atualizado sobre as principais tendências de uma área em permanente mutação. Esse acredito que será o grande desafio. Sobretudo demonstrar agilidade e capacidade de adaptação, foco no cliente e espirito crítico.