Newsletter
Menu
Pesquisa

Mário Alves
Tutor

entrevista

Mário Alves
Tutor

Mário Alves é Brand Manager na Super Bock PT e tutor da EDIT. no curso de Social Media Marketing Strategy. Em entrevista, conta-nos o seu percurso académico e profissional, o que mais lhe atrai no Marketing Digital, quais são os maiores desafios da sua profissão e ainda nos diz qual é a sua “fórmula” para dar as aulas e cativar os alunos do Curso Intensivo de Social Media Marketing Strategy.

Para quem trabalha diariamente com marcas, sejam elas pequenas ou grandes, trabalhar num mundo cada vez mais polarizado e incerto é um enorme desafio.

E.

Desvenda-nos um pouco do teu percurso académico e profissional.

M

Caricato no mínimo. Focadíssimo desde pequeno no objetivo de me tornar no primeiro médico na família, apercebi-me relativamente tarde que não era para mim. Depois de muita pesquisa e indecisão, tirei o curso de Gestão e foi aí que me apaixonei por marketing e pelo poder e impacto que as marcas têm na vida das pessoas. Fast forward uns anos de loucura académica e muito trabalho árduo (no pain, no gain) e tenho a sorte de ingressar na Unicer (atualmente Super Bock Group) onde permaneço até hoje.

E.

O que é que mais te atrai no Marketing Digital?

 

M

É uma ótima ferramenta para iniciar uma conversa com os nossos
consumidores, onde ao contrário de alguns meios mais tradicionais, nos
permite falar, mas acima de tudo ouvir o que as pessoas têm para dizer
acerca dos nossos produtos e marcas. Esta relação que construímos com quem interage connosco, enquanto marcas, é a melhor forma de evoluirmos e prestarmos dia após dia uma proposta de valor cada vez mais adequada às pessoas que depositam a sua confiança em nós.

E.

Quais são os maiores desafios da tua profissão?

 

M

Volatilidade, incerteza, complexidade e ambiguidade ou como dizem os especialistas “its a VUCA world”. Para quem trabalha diariamente com
marcas, sejam elas pequenas ou grandes, trabalhar num mundo cada vez mais polarizado e incerto é um enorme desafio. Qual é a mensagem certa?
O posicionamento certo? A altura certa para falarmos? Os canais certos?
As questões multiplicam-se umas atrás das outras, mas vendo o copo meio
cheio, são exatamente essas questões e desafios que tornam a nossa profissão tão interessante e divertida.

E.

Na tua ótica, quais serão as tendências de Marketing Digital, num curto-médio prazo?

M

Num cenário pós pandemia e arriscando-me um pouco na área da futurologia, diria que teremos dois efeitos preponderantes e algo
antagónicos. Por um lado, já muito discutido, o ecossistema digital acabou por ser das poucas formas em que nos mantivemos ligados uns aos outros, existindo em simultâneo uma ampla sofisticação de canais de venda digitais como o e-commerce e que nos permitiram no conforto das nossas casas ter experiências diferentes com as marcas. Efeitos que seguramente se
perdurarão no tempo. Por outro lado, a procura por experiências no mundo
real, pela proximidade física e contacto humano poderá afastar-nos um
pouco do meio digital levando as marcas a ter (novamente) uma abordagem mais holística com os seus consumidores em termos de pontos de contacto.

E.

Enquanto tutor da EDIT., qual a tua “fórmula” para dar as aulas e cativar os alunos do Curso Intensivo de Social Media Marketing Strategy?

M

Um misto de bom humor e simplicidade. Mais do que conhecer os chavões todos dentro do léxico das redes sociais, formatos, plataformas e tendências importa saber pensar em como utilizar de forma consistente e estruturada a multiplicidade de ferramentas ao nosso dispor para iniciar a conversa certa, no
momento certo com o consumidor certo para a nossa marca.

E.

Que conselhos ou dicas podes dar a quem pretende destacar-se no
mercado do Marketing Digital hoje em dia?

D

Curiosidade e resiliência. Em primeiro lugar ser curioso o suficiente para
entrar num estado permanente de aprendizagem e acompanhar regularmente a evolução de tudo o que acontece no meio digital que possa
servir o propósito das nossas marcas. Por outro lado, aceitar à partida que nem sempre vamos acertar em tudo o que fazemos e ter a resiliência necessária para nunca deitar a toalha ao chão.