Newsletter
Menu
Pesquisa

Bruno Barbosa
Tutor

entrevista

Bruno Barbosa
Tutor

Bruno Barbosa é tutor do curso intensivo Social Media Marketing Strategy da EDIT. Porto e salienta a importância dos profissionais desta área. Menciona quais as características e know-how que devem ser reforçados, e os desafios que encontra enquanto Head of Social Media da Adclick.

(…) nos próximos anos, grande parte do marketing que as empresas fazem, vai passar pelas redes sociais

E.

Fala-nos um pouco sobre o teu percurso académico e profissional. O que te levou a optar pela área do Marketing?

B

Na altura de entrar para a faculdade, com apenas 17 anos, estava indeciso entre engenharia informática, que era o que na altura mais me cativava, e Marketing. Com pouco conhecimento do que realmente era o marketing, mas com uma enorme curiosidade acabei por ingressar em Marketing no ISCAP. Passados poucos anos surgiu a oportunidade de trabalhar num negócio próprio, algo que também me cativava fazer, e passei 12 anos da minha vida profissional a liderar pessoas e a gerir uma empresa que chegou a faturar quase 1 milhão euros por ano. Como fui parar ao Marketing Digital? Ora, passados 12 anos acho que finalmente o marketing passou a ser o que eu sempre quis, digital! Especializei-me em marketing digital e comecei de imediato a lançar projetos próprios até surgir a oportunidade de trabalhar numa grande empresa na área do Marketing Digital, tal como é a Adclick.

E.

Quais os maiores desafios com que te deparas no dia a dia enquanto responsável de Social Media?

B

O dia a dia de quem trabalha em social media é uma incerteza, todos os dias temos de “lutar” para conseguir atingir objetivos e nada é garantido! Um dia pode ser perfeito e no outro tudo menos bem. Talvez consiga identificar dois principais desafios no meu dia a dia, que são as constantes mudanças nos algoritmos das redes sociais e a constante preocupação em “agradar”/mostrar às pessoas que nos seguem o que elas realmente querem ver/saber.

E.

Porque devem as marcas e empresas investir em profissionais desta área?

B

Acho que nos próximos anos, grande parte do marketing que as empresas fazem, vai passar pelas redes sociais. Para isso as empresas precisam de investir em profissionais que consigam obter o melhor retorno de investimento em social media, profissionais que saibam gerir comunidades interessadas em determinada marca e como já quase nada é gratuito, que saibam gerir com eficácia os orçamentos alocados ao paid social media.

E.

Que tendências prevês nos próximos tempos, no âmbito das redes sociais?

B

Apesar das recentes polémicas sobre a privacidade dos dados, penso que o futuro passa por uma comunicação mais “um para um”, ou seja, mais personalizada e segmentada. Com tanto “ruído” nas redes sociais, penso que as pessoas vão continuar a fornecer de alguma forma os seus interesses para que possam “socializar” nas redes sociais com os “amigos e conhecidos” e apenas receberem por parte das empresas comunicações que realmente querem ou estão interessadas.

E.

Utilizas algum tipo de recursos ou websites para te manteres atualizado sobre o digital, a comunicação das marcas e social media?

B

Na verdade tenho uma série de websites e recursos que uso para perceber o que de novo vai acontecendo nos bastidores das redes sociais, mas nunca me foco somente num, no entanto posso dar como exemplos Digiday ou Jon Loomer. Em termos de recursos, uso bastante os recursos didáticos das redes sociais, como por exemplo o Blueprint do Facebook. E claro, uso os feeds das redes sociais!

E.

Podes partilhar alguns bons exemplos de estratégias de redes sociais?

B

Hawkers co, acho incrível a forma como começaram a empresa do zero nas redes sociais e souberam escalar os resultados até ao milhões que agora faturam. Souberam usar as redes sociais na sua essência, ou seja, mostrar conteúdo correspondente aos interesses das pessoas e depois associar o produto deles.

E.

És tutor do curso intensivo Social Media Marketing Strategy da EDIT. Porto. Como gostas de lecionar as tuas aulas?

B

Durante as aulas espero conseguir passar noções gerais sobre o tema, alargar horizontes e fazer com que os formandos conheçam as possibilidades existentes para poderem planear uma estratégia paga nas redes sociais mas, também espero que consigam executar. Para isso, pretendo fazer alguns exercícios, com projetos fictícios ou, preferencialmente, projetos reais que sejam pessoais ou profissionais.

E.

Que características e know how deve ter, na tua opinião, um bom profissional de social media? E que passos deve tomar de forma a destacar-se no mercado?

B

Penso que um bom profissional de social media deve ser bastante proativo, com tantas mudanças e novidades é preciso testar muitas coisas e saber adaptar estratégias para estar sempre na linha da frente. Deve sem dúvida valorizar-se com formações especializadas, tal como esta. E por fim, penso que deve ter sempre projetos próprios, para que possa testar… sem limites!