Newsletter
Menu
Pesquisa

Aluno
Nuno Gonçalves

entrevista

Entrevista Nuno Gonçalves

30 Outubro 18

Nuno Gonçalves

Nuno Gonçalves, E-Commerce Marketing Manager da Rangel, estudou na EDIT. Porto, no curso intensivo Digital Account & Project Management.

Apresenta-nos, nesta entrevista, a sua perspetiva sobre o mercado de trabalho da área e desafios inerentes à profissão, bem como a sua opinião sobre a importância do curso e do Projeto 360º Digital Campaign.

O facto de as aulas serem conduzidas por profissionais experientes e reconhecidos nos diferentes domínios de atuação, revelou-se fundamental para um ensino mais atualizado e ajustado às necessidades reais do mercado.

E.

Do teu percurso académico fazem parte áreas como Design de Comunicação, Gestão de Marketing e Marketing Digital. Como surgiu o interesse no curso intensivo Digital Account & Project Management da EDIT. Porto? Conta-nos de forma breve o teu caminho académico e profissional.

N

O interesse pelo Curso Intensivo de Digital Account & Project Management surgiu, sobretudo, da necessidade de obter, de forma ágil, conhecimentos atualizados e consolidados, no âmbito da Gestão de Projetos Digitais, para, dessa forma, potenciar a minha resposta aos desafios que os novos projetos da Rangel, no domínio do eCommerce, me colocaram.

Aliás, fazendo uma retrospetiva, acho que posso afirmar que esta procura permanente por novos desafios e necessárias respostas, através de formação especifica, tem sido a tónica que tem marcado o meu percurso académico e profissional.

Ao longo do meu percurso, tive a oportunidade de abraçar diferentes experiências, em diferentes domínios, facto que julgo ter contribuído para o desenvolvimento de diferentes competências e para uma visão mais transversal das exigências do mercado. Tive a oportunidade de desempenhar funções enquanto Gestor de Marketing e Comunicação, Docente e Coordenador de Curso de Multimédia, Consultor na Criação de Marcas e Marketing Online e Gestor de Marketing em E-Commerce. Em cada uma das experiências que tive, procurei, sempre, o suporte académico necessário para melhor responder às suas exigências, fazendo, assim, parte do meu percurso académico a Licenciatura em Design de Comunicação, Pós-Graduação em Marketing Digital, Mestrado em Gestão de Marketing e formações especializadas em Ciências da Educação, Search Engine Marketing e, recentemente, em Digital Account & Project Management.

Apaixonado que sou por tecnologia, marketing e vendas, encontrei na área digital e, particularmente, na gestão de comércio eletrónico, a oportunidade de ter estes três domínios na ordem do meu dia, facto que tornou mais clara a convicção de que é nesta área profissional que pretendo dar seguimento à minha carreira.

E.

Que aspetos destacas deste curso intensivo?

N

Desde logo, a adequação dos conteúdos programáticos às necessidades de formação que apresentava. Vi refletido no programa do curso, os conceitos e as competências que precisava de desenvolver no âmbito da gestão de projetos digitais.

Muito importante, foi, também, a metodologia de ensino, eminentemente, prática e colaborativa que pautou as aulas. Além de favorecer a consolidação de conhecimentos, potenciou a partilha de diferentes visões e experiências, assim como, a gestão de tarefas e papéis entre o grupo, particularmente importante na gestão de projetos.

A acrescentar a isto, o facto de as aulas serem conduzidas por profissionais experientes e reconhecidos nos diferentes domínios de atuação, revelou-se fundamental para um ensino mais atualizado e ajustado às necessidades reais do mercado.

O curso permitiu-me, não só, validar e aprofundar conceitos que já vinha aplicando, mas também, um conhecimento mais estruturado de metodologias, particularmente, orientadas para a gestão de projetos digitais, mais consentâneas com as exigências que este tipo de projetos implica.

E.

E que mais valias encontras no facto de os tutores serem profissionais ativos na área? O seu papel foi crucial ao longo do curso?

N

Sem dúvida! O facto de os diferentes módulos serem lecionados por profissionais reconhecidos na área digital, revelou-se muito importante no processo de ensino-aprendizagem. A sua experiência e conhecimento tornou possível a apresentação dos conceitos teóricos de forma contextualizada com exemplos práticos, devidamente validados pelo crivo da realidade de mercado.

Além disso, a total disponibilidade dos tutores para esclarecer dúvidas ou fornecer material adicional elevou, ainda mais, o sentido de compromisso de todos e, naturalmente, toda a experiência de aprendizagem.

E.

Como foi a tua experiência no Projeto 360º Digital Campaign? Quais as principais vantagens de participar num projeto desta natureza?

N

Foi intensa, mas muito enriquecedora! Desde logo, pela oportunidade de refletir e atuar sobre uma marca de retalho de grande prestígio, como a Fnac. Esse contacto com um “cliente real” permitiu-nos ser confrontados com desafios efetivos do seu negócio, o que conferiu um maior significado a cada ação tomada ao longo do projeto. A acrescentar a isso, o facto de os alunos serem distribuídos por equipas multidisciplinares, constituídas por elementos de todos os cursos, permitiu vivenciar uma dinâmica de trabalho típico de agência. Sendo esse facto importante para qualquer um dos cursos que integram estas equipas, considero, ainda, mais significativo para todos os que frequentaram o Curso de Digital Account & Project Management, pelo facto de proporcionar a oportunidade de atuar na gestão de relações, recursos e tempo ao longo do projeto, e, sobretudo, de testar, em ambiente controlado, os princípios de diferentes metodologias de gestão de projetos.

Outra das grandes vantagens, será, certamente, a oportunidade de conhecer excelentes pessoas/profissionais, como eu tive, com perfis e backgrounds muito diferentes, que não só enriquecem a experiência, mas também, a lista de contactos, ora para partilhar experiências e ideias, ora para ir comer uma francesinha sempre que possível. 😉

E.

Utilizas algum tipo de recursos ou plataformas para te manteres atualizado e a par das tendências do digital?

N

Sim. Julgo ser indispensável para todos os que trabalham na área digital. Como considero ser importante ter uma visão holística de todo o paradigma digital, procuro ser abrangente na seleção das temáticas. O principal critério que orienta as minhas escolhas é a credibilidade das fontes. Para agregar todos os recursos, utilizo a ferramenta Feedly que, além de nos permitir organizar por temas e descobrir novas fontes, facilita a partilha de conteúdos relevantes com a equipa.

Da minha “biblioteca digital”, fazem parte sites como HBR.org, Econsultancy, Smart Insights Blog, Marketing Land, HubSpot Blog, ConversionXL, PracticalEcommerce, Moz Blog, Search Engine Land, Social Media Today, Baymard Institute, DesignInspiration, ReadWrite, LeadingAgile Blog, entre outros.

No entanto, e sendo muito importante, o acompanhamento de plataformas deste tipo, dada a constante evolução dos meios digitais, acho também muito importante reservar algum tempo para ler sobre outras temáticas que nos ajudem a melhor entender a atualidade nas suas múltiplas vertentes.

E.

Tens estabelecida alguma meta profissional que gostasses de cumprir?

N

A minha meta profissional passa por continuar a dar um contributo efetivo na transformação digital das empresas, seja na digitalização dos seus processos de comunicação e promoção, seja na digitalização do seu negócio via comércio eletrónico.

Quando verificamos que 60% das empresas portuguesas ainda não têm qualquer presença online, todos os que atuam na área digital têm, certamente, um grande desafio em mãos e metas para alcançar.

Sobretudo, é o desafio que me move. Continuar a sentir-me desafiado é a minha meta permanente.

E.

Na tua ótica, quais são os principais obstáculos e/ou desafios que encontram as pessoas que pretendem entrar no mercado do Marketing Digital e Gestão de Projetos? E como consideras que os poderão superar?

N

No meu entender, um dos principais obstáculos tem que ver com a falta de escala do mercado português e com a, ainda, reduzida maturidade, da generalidade, das empresas na vertente digital, patente, aliás, no dado que acabei de destacar, relativo à diminuta presença online das empresas nacionais. Este contexto, como é obvio, determina alguns constrangimentos no acesso ao mercado. No entanto, também acredito que abre perspetivas para um sem número de oportunidades num futuro, que acredito ser, próximo. Como há, ainda, muito por fazer no domínio da transformação digital, todos os atuais profissionais serão poucos para o desafio que o país terá que enfrentar.

Até lá, julgo que será muito importante continuarmos a desenvolver um trabalho de sensibilização permanente junto das empresas, que ainda não despertaram para este paradigma, no sentido de demonstrarmos as oportunidades que a economia digital poderá trazer para os seus negócios, e o valor que cada um de nós, enquanto profissionais, poderá aportar nesse percurso.

E.

Menciona algumas características que, na tua opinião, os profissionais destas áreas devem ter.

N

Ainda que sejam áreas distintas, julgo haver características comuns, imprescindíveis aos profissionais de marketing digital e gestão de projetos. Desde logo, considero ser importante demonstrarem aquilo que chamo de “interesse por pessoas”. Porque, embora a tecnologia assuma uma preponderância cada vez mais notada nas nossas vidas, e um papel determinante na operacionalização das diferentes estratégias, no fim do dia, tudo se resume a trabalhar com pessoas, para criar e entregar valor a pessoas.

Outra caraterística que considero ser importante é a capacidade de adaptação. Num contexto de permanente evolução, que nos impõe, a cada instante, novos desafios e oportunidades, se não formos capazes de interpretar e atuar sobre a mudança, o mais provável será “perdermos a corrida”.

Destaco ainda a curiosidade. Perante uma infinidade de opções e novidades com que somos impactados todos os dias, resta-nos uma curiosidade insanável para as descobrir e explorar.

Por fim, e mais concretamente no âmbito da gestão de projetos digitais, nomeadamente no domínio do eCommerce, julgo ser importante os seus profissionais terem uma visão holística de todos os processos e um domínio global das diferentes áreas, nomeadamente, gestão, marketing, tecnologia e design. Porque apenas dessa forma podemos atuar de forma contextualizada e sistémica, percebendo, desde o primeiro momento, que um determinado projeto é bastante mais do que a mera soma das diferentes partes que o compõe.