Newsletter
Menu
Pesquisa

DISRUPTIVE BLOG

08

Outubro

15

SASS – CSS WITH SUPERPOWERS

SASS – CSS WITH SUPERPOWERS

Nos dias de hoje os developers têm de lidar com projetos cada vez mais exigentes, quer seja do ponto de vista de escala ou de performance e até mesmo ao nível da organização e arquitetura. No caso do front-end, as folhas de estilo cada vez mais complexas e extensas tornam-se complicadas de manter e reutilizar. Tudo isso representa um desafio diário e para responder da melhor maneira a esses desafios, é necessário estar a par de outras soluções e metodologias.

O aparecimento dos pré-processamento de CSS, que usam uma sintaxe bastante próxima à do CSS, porém com algumas alterações que muitos front-end sonharam, como o uso de variáveis, funções, importação de código, entre outras, é uma das mais-valias do desenvolvimento moderno na web. Com uma enorme evolução, o SASS, assim como outros pré-processadores, vieram dar mais soluções e maior flexibilidade, bem como aumentar a produtividade.

O Que é SASS?

SASS (Syntactically Awesome StyleSheets) que, resumidamente, se trata de um módulo desenvolvido em Ruby que faz a leitura de dois tipos de arquivos com extensão SASS ou SCSS. Basicamente, o sistema faz uma tradução para um ficheiro CSS com todas as regras interpretadas e atualizadas, porém aplicando todas as funcionalidades do SASS.

O que o SASS se propõe a fazer é estender o desenvolvimento de CSS, dar uma maior flexibilidade e mais recursos disponíveis. E para isso, SASS introduz algumas novidades que nos vão ajudar nesse sentido. Como por exemplo:

Variáveis

Nesting: Seletores dentro de outros seletores
;

Operações e funções: Matemática básica e funções predefinidas para tratar cores e dimensões;

Interpolação: Propriedades e seletores dinâmicos usando variáveis
;

Mixins: Criar blocos de estilos reutilizáveis;

Argumentos: Parâmetros para funções e mixins;

Entre outros.

“With Great Power Comes Great Responsibility”

Usar SASS ou qualquer outro pré-processador é algo que deverá ser avaliado perante o desafio em questão. Começar a usar SASS no desenvolvimento é bastante simples, mas poderá tornar-se também muito complexo. Portanto, será sempre necessário ajustar às nossas necessidades, de modo a que se possa usar para o sucesso do projeto e não para que venha causar algum bloqueio no desenvolvimento. É muito importante estudar e usar de forma a conseguir extrair todas a potencialidades do SASS. Só assim se consegue avaliar corretamente as suas vantagens.

Se usado sensatamente é, sem dúvida, um avanço enorme e com grandes vantagens ao desenvolvimento.

Ricardo Melo – Team Leader & Senior Front-End Developer na Grand Union Portugal

Workshop SASS – CSS with superpowers Lisboa

Programa Frontend & Responsive Web Development Lisboa

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA

Temas
relacionados

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA