Newsletter
Menu
Pesquisa

DISRUPTIVE BLOG

05

Junho

18

UX

Como fazer copywriting para interfaces?

O conteúdo de qualidade assume-se como um ponto de extrema importância na performance de sucesso do User Interface (UI). Tanto o texto como as componentes visuais apoiam-se, mutuamente, na criação do design e da experiência do utilizador de um produto.

Tendo em consideração as interfaces web e as apps para smartphones, existe a necessidade de se criarem textos mais ou menos extensos, e inclusivamente, cada palavra aplicada numa destas interfaces assume-se como parte inseparável de um layout, desempenhando o seu papel na experiência do utilizador de um produto.

Um bom conteúdo pode melhorar não só a usabilidade das apps e dos websites bem como encorajar os utilizadores a interagir com a interface. Assim, para criar um copy apropriado, e caso não exista um profissional da área, os designers vão precisar de dominar skills adicionais, dado tratar-se de um campo importante com algumas especificidades.

Neste sentido, partilhamos alguns exemplos de diferentes tipos de copywriting em UI e de boas práticas, originalmente apresentados num artigo do Medium redigido pelo Tubik Studio.

copywriting-para-interfaces-edit-01

Informação

Headlines/Títulos

É uma palavra ou frase, usualmente em tamanho superior e/ou a negrito, que os utilizadores reparam em primeiro lugar em qualquer interface. Os headlines enfatizam a principal mensagem informativa de uma determinada página, e por isso devem ser curtos e cativantes de forma a atrair a atenção. Segundo resultados de uma pesquisa realizada pela plataforma Buffer, o número ideal de palavras num título é de 6.

 

Subtítulos

Os subtítulos são frases breves e concisas que ajudam os utilizadores a examinar rapidamente o texto, e que lhes permite entender se estão interessados no mesmo.

De modo a criar uma hierarquia visual proficiente, os designers geralmente optam por fontes menores para os subtítulos do que para os headlines, no entanto precisam de ser maiores do que o restante copy, para uma leitura mais rápida.

 

Corpo do texto

É geralmente uma parte do texto que fornece descrição ou informações adicionais, num bloco compacto.

A fonte utilizada é tradicionalmente mais fina e menor, sendo que sobre a sua extensão não existe consenso: há quem defenda que um corpo de texto mais longo é mais informativo e sério, e quem afirme que um mais curto será mais efetivo, pois os utilizadores não querem ler muito. No entanto, para alcançar a eficiência do texto, será positivo variar o tamanho de acordo com o público-alvo, dado que todos os utilizadores são diferentes, têm preferências, objetivos e desejos diferentes para pesquisar recursos da Web ou apps.

O copywriting para UI, quer para apps ou landing pages, geralmente exige a aplicação de um copy mais curto: os utilizadores querem ver conteúdo conciso e altamente informativo. Além disto, as interfaces para dispositivos móveis têm uma quantidade limitada de espaço, por isso um copy demasiado longo não iria ficar bem, exigindo um esforço adicional para a sua leitura.

O texto mais longo fará mais sentido na apresentação de novos produtos que precisam de suporte informativo adicional.

copywriting-para-interfaces-edit-01

Copy para interação

Legendas

É um texto curto debaixo de uma imagem que descreve o seu conteúdo. Nas interfaces web as fontes são normalmente pequenas e muitas vezes em itálico, e em interfaces mobile, os tamanhos das fontes dependem do tamanho da imagem. Uma legenda poderosa necessita de contar dados precisos que ajudem os utilizadores a perceber o que estão a ver, sendo imprescindível que forneçam novas informações – e não sejam descrições óbvias daquilo que se pode observar na imagem. É importante incluir créditos e citações, caso aplicável.

 

CTA (Call To Action)

O botão do CTA corresponde a uma chamada que informa os utilizadores que ação irão realizar ao clicar no mesmo. Este deve chamar a atenção rapidamente e levá-los diretamente à ação, sendo que o número de palavras deve ser o mínimo possível, geralmente não mais do que 1 ou 2 palavras, com um tom imperativo.

Um CTA deve igualmente destacar-se entre os outros componentes num layout, razão pela qual deve ser aplicado um alto contraste, em termos de cores e tamanhos face aos restantes componentes.

 

Notificações

São mensagens normalmente curtas com o objetivo de informar as pessoas sobre as próximas atualizações ou fornecer alguns lembretes para manter os utilizadores envolvidos, e são aplicadas tanto nas interfaces web como mobile. As notificações devem ser criadas de uma forma que venha melhorar a experiência dos utilizadores e não os incomode, pelo que pesquisas sustentam que notificações com menos de 25 caracteres têm um desempenho muito melhor do que um texto longo.

 

Erros

Os erros são uma parte inseparável de qualquer sistema digital, incluindo falhas do sistema e erros dos utilizadores. Uma mensagem de erro é uma dica, num texto curto, exibida por um site ou aplicativo quando algo dá errado.

Por isso, a mensagem deve ser clara e útil para que os utilizadores possam definir o problema e saibam o que fazer para soluciona-lo. A mensagem deve ser educada e amigável para que os utilizadores se sintam calmos sobre a situação, podendo incluir algum humor.

 

User onboarding

Os tutoriais de integração do utilizador geralmente são aplicados a vários produtos digitais. Os tutoriais aparecem para os utilizadores que iniciam um produto da Web ou móvel pela primeira vez, ajudando-os a orientarem-se em recursos e controlos que lhe são desconhecidos.

Estes tutoriais geralmente contêm um copy curto, mas claro, descrevendo os benefícios do produto e se poderá ser útil para os utilizadores. É por isto que os tutoriais costumam usar textos minimalistas e concisos, apresentando apenas dicas importantes que não são óbvias para os utilizadores.

 

Copy do Menu

O menu é um componente de navegação básico de qualquer interface de utilizador que permite interações com um produto por meio do controlo gráfico. Os menus podem variar em diferentes interfaces por posicionamento (menus laterais, menus de cabeçalho, menus de rodapé, etc.), desempenho da aparência e interação (menus drop-down, menus drop-up, menus deslizantes, etc.).

Embora existam diferentes tipos de menus, cada um deles requer elementos de copy. O texto para um menu geralmente inclui uma palavra para cada ação, por exemplo, pode ser apresentado como uma lista de comandos consistindo em verbos como “enviar”, “guardar” ou “descarregar”, que marcam certas ações disponíveis para um produto.

Além disto, o menu pode introduzir o conteúdo categorizado e as secções do layout. Neste caso, o copy inclui substantivos para marcar o destino que os utilizadores podem seguir.

 

Tooltips

As dicas de ferramentas podem ser definidas como rótulos com dicas de texto que aparecem quando um utilizador passa o rato sobre um elemento da interface do utilizador ou toca nele. A sua tarefa é identificar componentes interativos numa interface de utilizador, fornecendo informações breves sobre a sua essência ou função.

A prática mostra que as dicas curtas funcionam melhor, por isso é recomendável manter o número de caracteres abaixo de 150.

copywriting-para-interfaces-edit-01

Como se pode concluir, o copy desempenha um papel significativo no fluxo de interações do utilizador com a interface. Por isso, revela-se bastante importante analisar cada copy e criá-lo de maneira correspondente ao conceito geral de design e também à experiência positiva do utilizador, adequando sempre aos diferentes públicos-alvo.

Fonte

copywriting-para-interfaces-edit-facebook
QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA
QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA