Newsletter
Menu
Pesquisa

DISRUPTIVE BLOG

22

Janeiro

20

UX

18 votos

5 dicas para começar a trabalhar em UX

A melhor maneira de aprender a fazer realmente alguma coisa é experimentar, e com User Experience é exatamente a mesma coisa. Mas para não te perderes na hora de começar, damos-te 5 boas dicas partilhadas pelo blog UXPlanet para iniciares da melhor maneira.

1. Prestar atenção às ferramentas utilizadas

É fundamental estar atento ao que nos rodeia e experimentar várias apps, sites, jogos, e se visitem diferentes espaços físicos e usem diferentes produtos. Acima de tudo, devem ser feitas algumas questões quando se está a analisar algum produto, como por exemplo:

– O que é que o designer estava a tentar concretizar?

– Que experiência é que estava a tentar transmitir?

Explorar produtos antigos em comparação com produtos novos, ajuda a manter-te atualizado e a realizar os teus projetos.

2. Procurar um “problema” que seja de interesse

Uma boa técnica é pensar sempre primeiro num “problema” que se consiga resolver com um site ou uma app. Se esse “problema” for do teu interesse, irás acabar por te sentir motivado para o resolveres. É assim que muitas vezes surgem os designs mais criativos.

3. Fazer desenhos

É fundamental escolher uma ferramenta com que se esteja confortável: poderá ser papel e caneta, Adobe XD, Photoshop, Powerpoint, entre outras.

Assim, deve-se retirar as ideias da cabeça. Não é necessário fazê-lo de forma perfeita, só precisas que sejam claras o suficiente para outra pessoa ver. Este será o protótipo do produto.

4. Apresentar os projetos a alguém, para que o possam analisar e testar

Esta é uma das fases mais importantes, quando se coloca o projeto a ser testado por outra pessoa. É aqui que se aprende a aceitar o que todas as pessoas pensam e se entendem o projeto de maneiras diferente. Muitas vezes, esses pensamentos não vão de encontro ao que se tinha idealizado. Por isso é importante fazer este teste logo no inicio do projeto, para se perceber se este é ou não eficaz. Isto irá poupar imenso tempo, dado ser possível desde início entender se é vantajoso avançar com a ideia inicial ou se é necessário adaptar a uma nova realidade.

5. Apontar o que se aprendeu e mudou

Um hábito fundamental que um UX Designer deve desenvolver é o de registar tudo o que aprendeu durante o processo de criação, assim como as alterações que foram feitas com base nas experiências vivenciadas nos testes de utilizadores.

Depois de se perceber todo o processo de trabalho e de o concluir, chegou a hora de colocares o projeto online! Todos os projetos criados podem ser apresentados futuramente como portfolio na procura de emprego como UX Designer.

Fonte

18 votos

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA
QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA