Newsletter
Menu
Pesquisa

DISRUPTIVE BLOG

13

Setembro

16

10 Buzzwords que tens mesmo de parar de usar no teu CV

por Carla Trindade | Originalmente publicado em inglês em blog.landing.jobs

Recordo o CV de um engenheiro, que recebi há uns anos atrás, onde ele descrevia, passo a passo, todo o processo de criação de um trenó para os seus Huskies Siberianos. Este engenheiro parecia provar ter as competências técnicas importantes para a função. De seguida, explicou que costumava levar os cães a correrem no trenó. Se inicialmente achámos incrível o trenó funcionar, tudo mudou quando ele escreveu um longo ensaio filosófico a detalhar a excitação dos cães, afirmando que chegavam a atingir o Nirvana Canino.

Honestamente, nós não sabíamos que os cães atingiam um Nirvana diferente de nós, humanos e, sinceramente, estávamos muito melhor antes de o saber. Portanto, recomendo vivamente, se quiseres fazer o teu próximo empregador rir tanto como este engenheiro nos fez rir a nós, é bom que estejas a candidatar-te a uma vaga para comediante. Caso contrário, é provável que chegues longe… mas não conseguirás o trabalho.

Como conseguir uma entrevista

Sim, tu queres conseguir uma entrevista, mas sabes quantas pessoas respondem à mesma vaga que tu? Provavelmente, muitas. Se queres distinguir-te e ser recordado, o segredo não é misturares-te, mas sim diferenciares-te da multidão.

Um CV pode percorrer um longo trajeto a impressionar um empregador. Se, por um lado, não recomendo que exibas as tuas excelentes tech skills num CV em formato EuroPass (por esta altura, espero que saibas isto de cor), por outro, também não deves exagerar ou escrever algo sem significado, que apenas pareça dizer muito, mas na realidade não diz nada. O que é que eu quero mesmo dizer com isto, perguntas tu? Bem, se repetires as mesmas buzzwords que todos os outros candidatos, serás apenas mais um candidato perdido na multidão.

Consegues imaginar-te a leres a mesma página, do mesmo capítulo, do mesmo livro, todos os dias? Os recrutadores também são humanos e não ficarão impressionados se, no final do dia, perceberem que cada CV que receberam na caixa de entrada é exatamente igual — incluindo o teu.

 

Acima de tudo, mantém a regra da simplicidade. Se colocas o teu CV online é verdade que deves indicar as keywords certas para assegurares que o teu CV aparece quando se pesquisam determinadas palavras. Mas pensa cuidadosamente em como te referes às tuas competências e experiência. Porquê? Porque há buzzwords ambíguas que não dizem nada de relevante sobre ti e que são exaustivamente utilizadas.

 

“Sou orientado para o detalhe, trabalho bem em equipa e tenho excelentes capacidades de comunicação.”

Ahn?

 

Clichés como este não dizem nada sobre ti e são extremamente vagos. Se usas frases compostas por estas buzzwords, estás unicamente a dizer o que qualquer um diz e o teu CV não vai criar impacto.

Explica brevemente como demonstraste ter, por exemplo, capacidades de auto motivação, num momento específico da tua carreira em que te mantiveste motivado e porquê. Ou talvez tenhas descoberto maneiras inovadoras de melhorar as funções que te foram atribuídas. Partilha essa experiência!

Desapareçam, buzzwords!

Aqui indico algumas buzzwords e expressões que, se não forem fundamentadas, vão direcionar o teu CV para o mesmo lugar comum — “os sem interesse”.

“Eu penso fora da caixa” — E eu penso que é melhor ficares de fora.

“Sou orientado para os resultados” — Os resultados são subjetivos. Podes pensar que és orientado para os resultados, mas o teu conceito de resultados pode não ser o mesmo do que o do empregador.

“Sou um team player” — Então convence-me a entrares na minha equipa.

“Sou um trabalhador esforçado” — Não me digas que és, mostra-mo.

“Tenho um pensamento estratégico” — Explica-me como utilizas os lados criativo e lógico do teu cérebro e vou querer conhecer-te.

“Sou muito dinâmico” — Conta-me antes que possuis energia cinética. Se me falares sobre física, é muito provável que te queira conhecer pessoalmente.

“Sou um profissional auto motivado” — Não és preguiçoso? Excelente!… Em vez disto, escreve que és otimista e entusiasta, mesmo em situações difíceis. Vou ficar entusiasmada para saber porquê.

“Sou orientado ao detalhe” — O único detalhe que eu quero saber é porque é que escreveste isto.

“Sou proativo” — Então, explica-me como controlas uma situação, prevenindo possíveis problemas.

“Sou um problem solver” — Que problemas resolveste? Como os resolveste? Quando? Porquê? É isso que eu quero saber.

O que escrever

A regra é “não me digas, mostra-me”. A melhor maneira de descreveres as qualidades que indicas no teu CV é através de ações. Utiliza verbos positivos que impliquem ação. São palavras positivas e poderosas que criam uma forte impressão e que dão um impacto adicional ao teu CV. São a melhor forma de começares as tuas frases. Repara nas diferenças entre:

 

“Sou um empregado trabalhador e focado nos resultados.”

VS

“Migrei um datacenter composto por 10 servidores para a cloud AWS em 9 semanas.”

OU

“Eu construí o Tinder desde o zero até ao seu lançamento em 10 semanas.”

 

Percebes aqui quais as frases que te definem melhor como um empregado trabalhador e focado nos resultados?

As frases acima estão na voz ativa. Assegura que as usas nessa forma, como oposto ao passivo “Eu fui responsável por migrar…”. Não, tu migraste. Ponto final!

É igualmente importante quantificar os teus sucessos. Cada frase deve incluir números e duração temporal, de modo a quantificar o teu impacto e as tuas habilidades. Isto é altamente importante quando se trabalha numa área em constante evolução, tal como o mundo das tecnologias.
Descreve as tuas competências e objetivos atingidos com verbos relacionados com:

 

Realizações

Atingi, Completei, Melhorei, Resolvi

Comunicação/ Competências Pessoais

Colaborei, Clarifiquei, Discuti, Juntei, Envolvi

Competências de Interajuda

Recomendei, Assisti, Formei, Contribuí, Apoiei

Gestão/ Competências de Liderança

Deleguei, Liderei, Orientei, Organizei, Priorizei

Organização/ Competências de Detalhe

Distribuí, Implementei, Mantive, Agendei, Verifiquei

Competências de Pesquisa

Analisei, Determinei, Reuni, Medi, Resolvi

Competências Técnicas

Construí, Criei, Desenhei, Desenvolvi, Geri

 

Só tens uma oportunidade para criares uma primeira boa impressão. Essa única oportunidade não ocorre na entrevista, mas sim através da leitura do teu perfil online ou do teu CV.

Escreve informações relevantes e concisas, mas que entusiasmem o leitor. Evita longas listas mas conta a tua história e sublinha de que modo representaste talento nas tuas funções anteriores, porque isso permite que o recrutador identifique rapidamente os valores estratégicos que tu podes trazer à sua organização.

Deves inspirar o recrutador a ler o teu CV ou perfil online. Se te consideras criativo, brilha, personaliza o teu texto e faz-nos acreditar que não és só mais um candidato. Acima de tudo, sê único.

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA
QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA