Menu
Pesquisa
Newsletter
Edit.ES

EDIT. @
Web Summit
2016

Notícia

EDIT. @ Web Summit 2016

Mais de 50 mil pessoas de 166 países estiveram presentes no maior evento internacional dedicado à tecnologia e ao mundo digital, que decorreu entre os dias 7 a 10 de novembro no Parque das Nações, em Lisboa.

O Web Summit 2016 teve lugar pela primeira vez na capital portuguesa, após vários anos com sede na Irlanda, e colocou a cidade no centro das atenções. Talks, apresentações, pitches e muitos contactos fizeram parte desta feira que promove a inovação e a criatividade, ao dar lugar também a startups para mostrarem as suas ideias, angariando investimento.

Se não tiveste a oportunidade de estar presente, a EDIT. apresenta-te aqui alguns highlights do certame que juntou empresas nacionais e internacionais, profissionais e interessados das mais diversas áreas, com o ponto em comum da evolução tecnológica.

Social Media

As redes sociais foram um ponto de discussão em várias talks, como foi o caso da de Gary Briggs, CMO do Facebook. A mudança no mundo digital de há 10 anos é notória, e o Facebook cresceu em grande escala. Segundo Briggs, o foco no produto é enorme e preocupam-se em trabalhar a gestão do mesmo ao introduzir novas features e apps. Afirma que as empresas devem evoluir com os consumidores, e por isso adaptarem-se à forma como eles as usam. Adicionalmente, realça que é importante perceberem onde é que os consumidores “gastam” o seu tempo, investindo nesses meios. Na sua opinião, o Facebook, como meio publicitário, ainda tem um longo caminho a percorrer.

Change is a big part of a product

Customer experience

Os clientes são os melhores marketers das empresas. Esta foi a conclusão lançada por Ragy Thomas, Founder da Sprinklr, que revelou como as áreas da Publicidade, Marketing, Vendas e Serviço ao Consumidor, numa empresa, devem trabalhar em conjunto para melhorar a experiência do consumidor: “driving digital consumer first transformation”.

Para comprovar esta relevância, o objetivo principal para 2017 da Booking.com é precisamente o melhoramento da experiência dos seus consumidores. De acordo com Gillian Tans, CEO da empresa, é crucial estarem “one step ahead”, percebendo os gostos dos consumidores, onde é que eles estão e o que estão a fazer. Ao mesmo tempo, saber utilizar estes dados, uma vez que ajudam a perceber o tipo de aceitação que o conteúdo veiculado poderá ter.

A happy customer is bringing people to your brand.

Content

Como se sabe, o vídeo é uma ferramenta em explosão, e as empresas devem por isso saber usufruir dele e assim chegar aos seus consumidores. Suchit Dash, Presidente da Dubsmash, e Michael Litt, Co-Founder & CEO da Vidyard salientaram na sua talk “The second coming of video” a importância da aposta em vídeos mais curtos, entre 15 a 45 segundos, também defendida por Shane Snow e Jonathan Hunt, da Contently e Vox Media, respetivamente, na talk sobre os Millenials. Os vídeos devem também ser pensados para o consumo em smartphones, podendo ser vídeos mais longos (“long form vídeos”) no caso de temas mais “sérios”.

Build a brand behind a content

Sobre os Millenials, os speakers salientaram a grande mancha demográfica ocupada por esta faixa etária, e como devem as marcas comunicar com eles: “entregar conteúdos diferentes na Internet, através de dados e pesquisa”, e com o foco no storytelling.

Get your sales on camera. Get your product to be more human

Realidade virtual

Um dos temas que mais surpresa gerou foi a realidade virtual: a possibilidade do utilizador estar totalmente integrado na história, obrigando quem a conta a ter noção dos possíveis caminhos e ações que o mesmo possa tomar.

Esta tecnologia tem um potencial avassalador de storytelling, permitindo uma proximidade do utilizador aos elementos e personagens nunca antes vista. Maureen Fan, Co-Founder & CEO da Baobab Studios, abordou esta temática, conseguindo motivar a plateia com a sua abordagem a esta tecnologia. Na talk apresentou um excerto de “Invasion!”, uma aplicação de animação em realidade aumentada que proporciona uma experiência única ao seu utilizador. Invasion! conta a história de dois extraterrestres com a ambição de dominar a terra que encontram dois pequenos coelhos, em que o utilizador é um deles. A Realidade Virtual tem um enorme potencial, e Maureen aproveitou para afirmar que a mesma se torna maior a cada dia que passa.

Criatividade

The enemy of art is the absence of limitations

O ator Joseph Gordon-Levitt foi um dos speakers mais esperados no Web Summit, onde apresentou o seu projeto HitRECord, uma “community source content”. Esta plataforma, por si pensada há bastante tempo, foi fundada em 2004 e ganhou forma e renome por ser uma cultura que promove a criatividade colaborativa. Filmes, livros, arte, jornalismo, são áreas com projetos integrados no HitRECord, que visa a compensação justa de cada utilizador que contribui, com o objetivo final da criação de obras de qualidade. Para Joseph, não é só a arte que potencia criatividade: também a Internet o pode fazer, e deve ser aproveitada ao máximo para esse fim.

Em 2017 há mais. O Web Summit estará de volta a Lisboa, de 6 a 9 de novembro.

Algumas das fotografias utilizadas nesta notícia pertencem a websummit.net

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA
QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA
'