Newsletter
Menu
Pesquisa
Edit.ES

DISRUPTIVE BLOG

08

Novembro

16

Digital Design

UxUi Design VS Digital Interaction Design

Longe vão os tempos em que a palavra design nos levava unicamente para um único pensamento gráfico, e hoje, na era digital em que vivemos, repletos de novos suportes, mais complexo se torna. A evolução de definições que vieram criar essa diferença entre os tipos de design, por vezes pode provocar alguma hesitação em “newbies” de perceberem em qual actuar.

Duma certa forma, todo o design visual começa no design gráfico. Simplificando, é a arte de decidir como as coisas devem aparecer num layout. Designers gráficos escolhem cores e fontes, bem como arranjar e colocar elementos em layouts. Isto também acontece online, tanto em mobile apps como em websites, apenas já não é tanto sobre o meio em que a peça aparece, nem o facto de ser estático, num layout não interactivo, já que online as peças podem ser animadas, e ter interações.

Até aqui, esta definição aproxima-se do modelo pretendido para Digital Interaction Design, com o acréscimo no reforço das componentes de interação, levando sempre a um passo mais de pensamento digital, nos mais variados suportes digitais. Para quem vem de design gráfico, com intuito de continuar a aprender sobre como dar vida a conceitos em múltiplas plataformas digitais, este é o caminho a seguir. Por isso, podemos definir que o Digital Interaction Design tem como base o design gráfico, expandindo a definição a design digital de interação, pois relaciona-se com a forma e aspecto de como as coisas que usamos e interagimos aparecem visualmente.

User Experience User Interface Design é diferente na medida em que tem o seu foco principal na lógica e na estrutura por detrás dos elementos que realmente vemos e interagimos. UX tem lugar em duas fases distintas: research e validação. Durante a parte de pesquisa, research, os designers UX usam uma variedade de ferramentas e métodos para melhor entender os utilizadores destinados. Análise competitiva, entrevistas, criação de personas, wireframing, análise heuristica e jorney flows são requisitos sempre exigidos.

User interface design, em contraste, está especificamente ligado ao design interactivo de elementos, e assim vive exclusivamente em meios digitais, como computadores, tablets ou smartphones. Elementos interactivos como campos de formulários, drop down menus, elementos clicáveis, animações, estilos de botões e tudo mais que define um UI designer.

E depois do produto ser lançado, vem a validação. Aqui, o designer UX & UI tem que criar testes de usabilidade para determinar se o produto cria o resultado desejado. Se existir lacunas, através da informação dos utilizadores pode-se tornar o resultado melhor e mais eficiente. Prever problemas de usabilidade inicialmente acaba por prevenir custos de produção mais tarde.

Visto existirem variadas definições de design, UX&UI estão a ser os designers com mais exigências a ter em conta. Criam a ponte entre o aspecto que as coisas têm, e a maneira como funcionam, e estes estão a ser colocados à frente da criação de novos produtos digitais para o consumidor comum. Á medida que a exigência de produtos aumenta, assim também aumenta a procura de bons designers UX&UI.

É uma excelente altura para ser designer, e em especial digital. Tenham apenas atenção ao papel que desejam ter no futuro. Podem querer evoluir para campanhas com ideia e conceito que se propaga em diversos canais digitais, com sublime direcção de arte e interação, e por isso o caminho lógico será o de Digital Interaction Design, ou se decidirem focar-se na estrutura e na eficiência de processos, sendo mais exigentes, então o UX&UI Design é o “step-up” recomendado para este tipo de evolução.

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA

TEMAS
RELACIONADOS

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA