Newsletter
Menu
Pesquisa
Edit.ES

DISRUPTIVE BLOG

09

Novembro

17

Marketing Digital

O Poder do Vídeo no Marketing Digital

2016 foi o ano que evidenciou o crescimento exponencial do vídeo como ferramenta de Marketing Digital. Para além de permitir comunicar um produto ou uma marca de forma eficiente e direta, o vídeo é, sem sombra de dúvida, o formato mais potente na geração de engagement com a audiência: é visualmente mais atrativo, adaptável a diferentes plataformas, e facilmente partilhável.

O tradicional anúncio, focado exclusivamente em vender o produto, deu lugar ao marketing de conteúdos, centrado em proporcionar ao utilizador informação relevante, melhorando a sua experiência e fortalecendo a sua relação com a marca. A possibilidade de partilha deste tipo de conteúdo nas redes sociais ajudou ao boom verificado ao longo dos últimos anos, e já em 2015, o Facebook anunciou que o número de vídeo views por dia ultrapassava os 8 mil milhões. E a tendência é que este número continue a aumentar.

“O vídeo marketing assume uma posição de destaque na altura de uma marca decidir como quer criar touch points com a sua audiência.” Ricardo Carreira, tutor do Workshop de Video Marketing Strategy.

No âmbito do vídeo marketing, surgiu uma nova tecnologia que ultrapassou os standards e que veio revolucionar, ainda mais este, campo: o vídeo 360. Este é gravado em todas as direções, fornecendo assim uma visão completa de 360º, e ainda possibilita o controlo da direção daquilo que se quer observar. Assim, quem assiste ao vídeo pode optar pela visualização através de várias perspetivas. Esta tipologia de vídeos pode ser descarregada para plataformas como o YouTube e Facebook, e visualizada tanto no desktop como nos smartphones. Inclusivamente, neste último dispositivo, basta apenas mover o telemóvel para “olhar ao redor”.

Tais ferramentas proporcionam às marcas uma crescente proximidade e ligação ao utilizador, ao fazê-lo “imergir” em variados contextos, observar os pormenores da forma e no momento que pretendem, entre outros aspetos. Ao vídeo 360 junta-se igualmente o Livestream do Facebook, lançado em 2016 por Mark Zuckerberg. O streaming apresenta um enorme potencial: fornece uma versão mais “natural” e pode gerar até dez vezes mais engagement do que os vídeos já gravados e editados. Também neste caso da transmissão ao vivo existe a possibilidade de personalização de conteúdo, algo que o público procura no universo digital.

O vídeo assume-se como uma revolução dentro do próprio Marketing Digital e estratégia, e deve ser aproveitado em todas as valências, cuja tecnologia e inovação tem permitido evoluir.

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA

TEMAS
RELACIONADOS

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA