Newsletter
Menu
Pesquisa
Edit.ES

DISRUPTIVE BLOG

02

Outubro

17

Content

E-Commerce e Content Strategy: porque não vivem um sem o outro?

Não restam dúvidas sobre a importância que o content marketing tem para as marcas, e especificamente para as que atuam na área do E-Commerce. Nos últimos tempos, esta importância tem crescido, significativamente, sendo esta uma das ferramentas que mais ajuda na promoção e evolução das marcas de retalho, no mercado, face à concorrência.

Tal afirmação prende-se com o facto de o consumidor poder eleger o conteúdo que lhe interessa e interagir com ele, por oposição ao que acontecia no contexto do marketing tradicional, em que as ações de comunicação se caracterizavam pela sua unilateralidade.

Os números comprovam: o content marketing pode aumentar a taxa de conversão até 6 vezes. Aliás, os sites com content marketing têm uma taxa de conversão média de 2.9%, em comparação com a média dos sites sem uma estratégia de conteúdo, com 0.5%.

Na prática, o marketing de conteúdo é mais facilmente repercutido no mundo do social media, o que vem incrementar o word-of-mouth e ajuda, assim, a criar buzz sobre determinado produto ou marca. Como tal, todas as marcas devem ter uma estratégia de conteúdo.

De acordo com um estudo realizado pela plataforma Demand Metric, o Content Marketing gera aproximadamente 3 vezes mais leads do que o marketing tradicional e custa cerca de 62% menos. Para além de melhorar as métricas, o estudo provou ainda que o marketing de conteúdos fortalece a relação dos consumidores com as marcas, mostrando que 70% dos participantes sente uma relação mais próxima às marcas que lhe proporcionam conteúdo personalizado e relevante.

O content marketing tem o poder de realçar cada detalhe das marcas, visto falar diretamente para os consumidores e assim potenciar uma ligação direta e mais profunda. Isto conduz a um aumento da comunicação entre marcas e clientes, tanto em relação ao que as primeiras dizem, como no impacto que vai ter nos últimos.

Entre os seus benefícios “universais”, encontram-se a  notoriedade, melhor posicionamento orgânico (SEO), a expansão da base de dados de consumidores; melhora relações com outras marcas, influencia conversões, constrói fidelização, entre outros.

Mas como é que uma estratégia de conteúdo pode ajudar o E-Commerce especificamente?

Segundo a MineWhat, 81% dos consumidores pesquisam online antes de comprar novos produtos, e 60% quer procurar um produto depois de ler sobre o mesmo. Adicionalmente, como referido por Magids, Zorfas & Leemon num artigo publicado no Harvard Business Review, um consumidor considera-se “emocionalmente conectado com uma marca” quando a mesma está alinhada com as suas motivações, e preenche os seus desejos e necessidades a um nível mais profundo que a simples utilidade. E é aqui que o conteúdo entra.

No que toca ao tipo de conteúdo, o vídeo continua a ser o meio preferido dos consumidores, 71% dos quais acreditam que esta é a melhor forma de conhecer um produto. Se os vídeos de produto forem incorporados numa grande estratégia de produto, o o potencial para que sejam efetivos é ainda maior.

A criação de conteúdo relevante para os consumidores é uma estratégia que nenhum marketeer deverá deixar de lado.

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA

TEMAS
RELACIONADOS

QUERO PARTILHAR ESTA PÁGINA